Firewall_Mikrotik_e_pfSense__seguranca_em_hardware_e_software_Indicca.

Firewall Mikrotik e pfSense: segurança em hardware e software

Atualizado em 02/02/2021
Por Pedro Henriques

Firewall Mikrotik e pfSense: segurança em hardware e software

Atualizado em 02/02/2021
Por Pedro Henriques
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Mikrotik e pfSense são dois firewalls qualificados para atuar na segurança da rede de qualquer empresa. Um firewall, parede de fogo em tradução literal, é um servidor de fronteira que funciona como mecanismo de segurança entre a rede interna empresarial e a rede pública.

O firewall faz a segurança da rede ao realizar a filtragem dos dados que transitam entre as redes interna e externa. A rede em questão é representada pelos computadores conectados e trabalhando por meio do acesso à internet. Os dados são todos os arquivos enviados e recebidos, bem como os sites acessados.

Ao realizar essa filtragem, o firewall impede o trânsito de arquivos maliciosos, alerta sobre a tentativa de acesso em sites inseguros e atua na identificação de qualquer tipo de ameaça contra a rede. Dessa forma é possível evitar muitos danos, além de agir de forma segura e precoce em caso de anomalias.

Conheça melhor a atuação do firewall Mikrotik e pfSense

O firewall é uma solução de segurança que pode ser baseada tanto em hardware quanto em software, sendo o segundo o mais comum. A configuração do servidor de fronteira é feita a partir de um conjunto de regras e/ou instruções, pré-determinadas, que analisam o tráfego de dados e as operações que serão executadas.

Essas instruções, na verdade, são as configurações escolhidas pelo profissional de TI no momento da instalação do firewall. A partir da configuração, o dispositivo de segurança permite ou bloqueia o trânsito de algumas informações de forma automática, e realiza consultas (perde permissão ao usuário) em casos específicos.

Além de proteger a integridade do fluxo de informações, o firewall também garante que elas permanecerão confidenciais.

Firewall em software e em hardware

Se você quer ter um firewall para proteger a rede da sua empresa é importante entender que existem dois tipos diferentes: firewall de software e de hardware.

Os que vêm em software são instalados diretamente no sistema e podem ser baixados da internet, adquiridos através de CD’s ou mesmo vir inclusos em pacotes antivírus. Já os dispositivos hardware são equipamentos físicos, ligados diretamente à rede de computadores.  Um roteador de banda larga por exemplo, se encaixa na categoria de Firewall hardware.

O Mikrotik é um exemplo de firewall de hardware, enquanto o pfSense é uma solução baseada em software.

Firewall em hardware Mikrotik

O Mikrotik é um roteador que, entre outras funções, funciona também como um servidor de fronteira firewall. Existem duas formas para utilização do Mikrotik como Firewall. Em primeiro lugar adquirindo o equipamento completo que será montado e configurado no local de uso. Em segundo lugar adquirindo o software gerenciador (licença de uso), que deve ser instalado no equipamento em que será utilizado.

O equipamento que vai receber a instalação da licença de uso do Mikrotik deve possuir placas de rede para se conectar à rede de internet com a rede da empresa. Uma das grandes vantagens do Mikrotik é o seu baixo custo, sua robustez e precisão.

Este firewall possui uma visão de gestão das conexões externas capaz de abrir e fechar portas de conexão WEB. Além de ser capaz de implementar conexões VPN (Virtual Private Network). A VPN é uma rede privada construída sobre a infraestrutura de uma rede pública. Uma das formas de conectar dois computadores através de uma rede pública como a internet

O Miktotik também possui autenticação por login e senha, permitindo que um funcionário acesse a rede interna da empresa, de forma segura, mesmo estando fora do escritório.

Firewall em software pfSense

O pfSense, utilizado como firewall e roteador, é um sistema open source de defesa, derivado do projeto FreeBSD. Uma distribuição open source (de código aberto), livre e customizada do projeto FreeBSD. Segundo os próprios criadores “ele foi desenvolvido para ser utilizado como um firewall ou roteador, inteiramente gerido por uma interface web fácil de usar”.

Apesar de ser umsoftware, o pfSense não é instalado diretamente no seu desktop. Na verdade, ele precisa ser instalado em um appliance, ou seja, o hardware e o software já estão pré-integrados antes de chegarem ao consumidor final.

Um appliance é um computador pré-configurado para executar tarefas específicas. Ele pode servir para ser um sistema de caixa registradora e leitor de código de barras, um centro de multimídia. Assim como um centro de controle de sistema de automatização doméstica, para compartilhar a conexão com a Web ou como um firewall para a rede.

Normalmente, quando você adquire um firewall ele já vem com o hardware, porém com o pfSense você pode utilizar o hardware de sua preferência. O grande benefício do pfSense é o fato de ser um software totalmente gratuito.

Além disso, ele possui uma interface WEB fácil de ser utilizada e permite que você consiga enxergar o ambiente em tempo real.

Pedro Henriques, aqui no Blog.
Empreendedor da área de tecnologia de segurança da informação. Atendo empresa de pequeno, médio e grande porte.

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: Firewall Mikrotik e pfSense: segurança em hardware e software.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conheça nossas soluções nas áreas de segurança, rede de computadores e comunicação.
Share This