Monitoramento de rede Indicca
Porque o monitoramento de rede é importante para a sua empresa?
05/11/2019
Crimes Cibernéticos
Saiba como se proteger do temido crime cibernético
19/11/2019

Tudo que você precisa saber sobre a computação em nuvem (cloud computing)

Computação em Nuvem

Cloud computing serviço (computação em nuvem) faz parte da rotina diária de muitas empresas. Ademais, não importa se você possui um negócio de pequeno, médio ou grande porte, a computação em nuvem certamente tem algum benefício para agregar ao seu dia a dia. Enfim, este artigo foi desenvolvido especialmente para você que ainda não se rendeu às facilidades e benefícios dos serviços em nuvem.

Contudo, o que exatamente é a computação em nuvem? Quais são as suas vantagens? Como posso inserir essa modalidade no dia a dia da minha empresa? Custa caro? Todas as respostas que você procura estão aqui. Vamos conhecê-las.

O que é a computação em nuvem?

Inegavelmente, muito se fala em nuvem de armazenamento e computação em nuvem. Entretanto, é importante saber que a primeira é uma das muitas modalidades da segunda. A computação em nuvem é um universo que possui várias modalidades de serviço. Contudo todos esses serviços têm como característica a facilitação da rotina dos usuários e também dos gestores de tecnologia da informação.

Mas afinal de contas o que é a computação em nuvem? Outrossim, é uma tecnologia que permite o armazenamento e a execução de inúmeros serviços sem a necessidade da instalação de programas. Toda a distribuição e o acesso a esses serviços é feita de maneira online. Decerto isso é possível pois os dados ficam hospedados em data centers que estão integrados à internet.

A saber, os dados, programas e afins, armazenados nos datas centers, podem ser acessados remotamente a qualquer momento e em qualquer lugar do mundo. De fato o único pré requisito é ter um dispositivo com acesso à internet. Dessa forma essa ausência da necessidade de instalar programas e a utilização remota é o que faz alusão à nuvem propriamente dita. Algo que paira no ar.

De fato existe uma variedade de fornecedores e serviços de computação em nuvem disponíveis no mercado. Além disso o usuário tem a opção de personalizar “pacotes” de serviços de acordo com as necessidades individuais da sua empresa: armazenamento, serviços de streaming, banco de dados, backup na nuvem, gerenciadores de projetos e outros. Dessa forma é possível pagar apenas pelos serviços os quais realmente necessita. Uma boa forma de economia.

Modelos de Computação em nuvem (Cloud computing)

Além disso a grande variedade de serviços oferecidos pela computação em nuvem, existem também diferentes formas de disponibilidade dessa tecnologia. São três os modelos principais: o SaaS, o PaaS e o IaaS.

O SaaS (Software as a Service ou Software como Serviço) é um modelo onde o programa utilizado (software) fica hospedado no servidor do desenvolvedor. Nesse ínterim o cliente faz uso do programa e paga apenas por este serviço, já que gerenciamento é totalmente feito pelo desenvolvedor. Ex.: Google Drive e Office 365.

O PaaS (Plataform as a Service ou Plataforma como serviço) oferece ao usuário um serviço personalizado e intuitivo. Nesse modelo de computação em nuvem existe a possibilidade de personalização: é possível gerenciar apps próprios e de terceiros, além de realizar alterações para que tudo fique conforme as necessidades pessoais. Ex.: Microsoft Azure.

O IaaS (Infrastructure as a Service ou Infraestrutura como Serviço) é um modelo de computação em nuvem mais comumente utilizado por empresas. Com efeito, essa modalidade permite a migração de data centers próprios para o serviço em cloud. O IaaS possui servidores para armazenamento de dados, processamento e outros. Ex.: Amazon Web Services (AWS) e Google Cloud Plattaform (GCP).

Portanto esses são os três modelos principais de disponibilidade da computação em nuvem. Enfim, Além dessas formas de disponibilidade, você precisa conhecer também as formas de implementação da nuvem na rotina da empresa. A implementação pode ser feita de três maneiras diferentes: nuvem pública, nuvem privada e nuvem híbrida. Você vai escolher o tipo de implantação ideal para sua empresa adaptando as características das arquiteturas disponíveis às suas necessidades.

Benefícios da computação em nuvem

Agora que já entendemos o conceito básico de cloud computing e suas formas de disponibilidade vamos explorar os seus benefícios. Vamos começar pela redução de custos à empresa. Não sei se esse é o principal benefício, mas certamente é o que agrada à grande maioria das pessoas. Afinal de contas: quem é que não gosta de uma boa economia não é mesmo!?

A computação em nuvem é capaz de reduzir os gastos em TI por diferentes motivos. O primeiro é que ela dispensa a compra de equipamentos físicos para armazenamento de dados e backups, por exemplo, já que tudo é feito em servidores remotos. O segundo motivo de economia é a possibilidade de personalização dos serviços.

Existem diversas empresas que oferecem o serviço de armazenamento e outras aplicações em nuvem. Ao contratar esses serviços você pode personalizá-los de acordo com as necessidades da sua empresa. Dessa forma você paga apenas pelo que deseja utilizar.

A computação em nuvem também é completamente adaptável às necessidades individuais de “dimensionamento de recursos”. Em outras palavras, a nuvem é capaz de aumentar ou diminuir sua capacidade de armazenamento e a largura da banda oferecida a qualquer momento. Se a capacidade de armazenamento não te atende mais você pode solicitar um upgrade imediatamente. A qualquer hora e em qualquer lugar.

Disponibilidade Nuvem

A nuvem está sempre disponível. Documentos, fotos, vídeos, e todo tipo de aplicação armazenada na nuvem pode ser acessada e até mesmo editada de qualquer lugar do mundo. Dessa forma se você precisa encontrar um cliente em um ambiente informal e sem muitos recursos tecnológicos, por exemplo, os documentos necessários podem está na palma da sua mão através de um acesso pelo celular.

O serviço de computação em nuvem (Cloud computing) é capaz de aumentar a produtividade pois, além do acesso remoto, possui ferramentas de edição e compartilhamento. Dessa forma é possível realizar trabalhos em grupo, por exemplo, mesmo que as pessoas não estejam todas no mesmo ambiente.


A computação em nuvem é capaz de te salvar em situações de sequestro de dados, documentos perdidos por falha humana e falhas próprias do equipamento e ainda por falhas causadas por fatores externos (queda de energia por exemplo). Como os dados armazenados estão em um servidor remoto e a máquina é utilizada apenas para acessá-lo de forma remota, nada que afete a máquina será capaz de afetar o documento propriamente dito.

Sem contar que manter seus dados na nuvem é muito mais seguro pois a maioria dos provedores oferecem um amplo conjunto de políticas, tecnologias e controles que ajudam a proteger os dados, os aplicativos e a infraestrutura contra diferentes ameaças.

Mude agora mesmo para o Cloud computing

Você pode começar seu relacionamento com a computação em nuvem por meio de mudanças básicas como a utilização do Office 365, por exemplo. Agora se você quer migrar de vez todos os seus processos para a nuvem, a maneira mais eficaz é procurar uma empresa especializada. Serviços de armazenamento e backup em nuvem podem mudar o rumo da sua empresa e fazê-la crescer cada vez mais.

Comentários

comentários

Pedro Henriques
Pedro Henriques
Fundador da INDICCA / Gestor Comercial e Novas Tecnologias / Engenheiro Eletricista - UFJF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ligamos para Você