Segurança da informação e o vazamento de dados do Whatsapp
21/05/2019
computação em nuvem
Office 365 e computação em nuvem para o trabalhador autônomo
04/06/2019

Hotspot ou rede sem fio? Tudo que você precisa saber sobre conexão segura

HotSPOT - INDICCA

Você sabe o que é um hotspot? Hotspot é um termo da língua inglesa que serve para indicar um local que possui acesso à internet por meio de uma rede sem fio, ou seja, por meio de wifi. Antigamente essa tecnologia era utilizada apenas em empresas e locais abertos ao público. Hoje em dia praticamente todas as residências com acesso à internet utilizam a tecnologia wifi.

O acesso à rede sem fio em locais como restaurantes, cafés, praças públicas e outros, em geral, é realizado de maneira gratuita. Mas também existem alguns estabelecimentos que cobram pelo acesso como é o caso de alguns hotéis e hospitais, por exemplo. É comum também que em alguns estabelecimentos, no momento do primeiro acesso, seja pedido algum tipo de senha ou cadastro. Pois essa é uma medida de segurança para ambas as partes.

Sim! É importante ter cuidado com a segurança durante a utilização de uma rede sem fio em locais com grande fluxo de pessoas. O Marco CIvil da Internet, aprovado em 2014, regulamenta esse tipo de serviço. E é importante que os estabelecimentos hotspot estejam de acordo com as regras impostas. Tanto quem disponibiliza a rede sem fio quanto quem usufrui do seu acesso deve estar atento a alguns procedimentos que vão garantir mais segurança e menos dores de cabeça.

Vamos entender como tudo isso funciona e quais são os cuidados que todos devemos ter com os hotspots?

O Marco Civil da Internet e o acesso público à rede sem fio

Até alguns anos atrás oferecer acesso à rede sem fio wifi era um bônus para muitos estabelecimentos. Um atrativo para conquistar cada vez mais clientes sedentos por conexão. Pois hoje em dia o oferecimento desse tipo de “serviço” é uma prática padrão. Basicamente todo estabelecimento com grande fluxo de pessoas disponibiliza o acesso à internet sem fio. E na maioria absoluta das vezes isso é feito de forma gratuita.

Apesar de muito popular e usual, a oferta da rede sem fio pode oferecer uma série de riscos tanto para quem utiliza quanto para quem disponibiliza. Os locais que funcionam como hotspot podem acabar sendo alvo de pessoas mal intencionadas. Assim como aquelas pessoas que utilizam a rede com boas intenções. Por essa razão é importante se atentar a uma série de procedimentos antes de oferecer esse tipo de serviço e também ao fazer uso dele. Portanto, sempre em caso de dúvidas, conte com equipes especializadas em TI.

É bastante comum que os estabelecimentos hotspot não coloquem filtros em suas redes. Dessa forma os usuários não possuem nenhum tipo de restrição para acessar qualquer conteúdo. Mais comum ainda é o fato de que além de não filtrar o conteúdo acessado. A empresa também não peça para que o usuário se identifique. Essa ausência de restrição facilita o consumo de conteúdos ilícitos e de ações ilegais como pedofilia e violação de de direitos autorais por meio do download de músicas, filmes e outros.

Mesmo que o estabelecimento hotspot não compactue com esse tipo de atitude, ele acaba sendo considerado co responsável pela ação já que permitiu o acesso à internet por meio da sua rede sem fio. Saiba que diante de uma investigação policial você pode ser chamado a prestar esclarecimentos por ter fornecido o meio para a violação de uma lei, por exemplo. Este é um dos pontos regulamentados pelo Marco Civil da Internet e um dos cuidados que o dono de qualquer negócio deve ter ao disponibilizar um ponto de acesso wifi para o público.

Sempre solicite a identificação ou o cadastro do usuário no momento do acesso à rede. A solicitação de senhas pode não ser a prática mais adequada já que, de acordo com o Marco Civil. O acesso à rede sem fio por meio de estabelecimentos hotspot deve ser convenientemente facilitada. É importante também que os dados de identificação coletados (email, cpf, etc) sejam de fácil associação com o endereço de IP do usuário.

A não associação dessas informações faz com que o controle de segurança continue fragilizado, uma vez que caso surja  a necessidade de análise desses registros, não seria possível identificar o usuário. O Portal Cativo é uma ferramenta de login que pode ajudar na realização desse controle. Todo usuário que se conecta a uma rede sem fio que utiliza o Portal Cativo como “porta” para login. E é direcionado para uma página no navegador antes de ter acesso à internet.

Geralmente essa página conta com alguns campos que devem ser preenchidos com informações de identificação: e-mail, login no Facebook, Google ou Instagram… Assim depois de fornecer essas informações o usuário pode navegar pela internet. O Portal Cativo monitora toda a atividade realizada durante a utilização da rede sem fio a fim de expirar a sessão por inatividade ou caso o tempo de uso exceda o pré-estabelecido.

Vale lembrar que o Portal Cativo deve sempre ser associado a outros recursos de segurança: controle de navegação (filtros); limitação de banda; isolamento de rede e outros recursos que ajudam a garantir a integridade da empresa e de suas operações. Preocupe-se também em fornecer ao usuário um termo de utilização da rede sem fio. Assim como a utilização navegação em hotspot também oferece riscos aos usuários, é importante deixá-los cientes dos mesmos.

A página gerada pelo portal cativo pode exigir a concordância com os termos e oferecer o redirecionamento para uma página contendo o texto na íntegra. A empresa não pode controlar se o usuário vai ler ou não os termos, mas terá feito sua parte corretamente. Entre os termos de utilização da rede devem estar informações como: a não responsabilização do estabelecimento por roubo ou furto de informações eletrônicas (senhas de acesso, números de cartões e derivados), proibição de acesso de conteúdo ilícito e informação de registro de acesso.

O usuário e a segurança da rede sem fio

Como dissemos anteriormente, o usuário também está vulnerável aos perigos de acessar redes sem fio em ambientes hotspot. Por isso é essencial realizar algumas medidas de prevenção para não sofrer com perdas de dados e infecções por malwares. Então o primeiro passo é instalar um antivírus no seu notebook, tablet, celular ou qualquer dispositivo utilizado para o acesso.

Mantenha seu sistema operacional atualizado para que o aparelho esteja menos vulnerável possível. Certifique-se de que a rede sem fio utilizada é realmente aquela que foi disponibilizada pelo estabelecimento. É comum que pessoas mal intencionadas criem redes paralelas por perto a fim de roubar informações de usuários desatentos. Preocupe-se em desativar os compartilhamentos de pastas, impressoras ou outros arquivos compartilhados. Pois numa rede sem fio eles poderiam ser acessados por qualquer pessoa.

Por último mas não menos importante: não realize operações importantes como transações bancárias em redes de acesso público.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ligamos para Você