Você já ouviu falar em automação industrial?
O que você precisa saber sobre automação industrial e tecnologia da informação
23/04/2019
Inbound
Inbound: aprenda ser bem sucedido na sua estratégia de marketing
07/05/2019

Automação residencial: o futuro já começou?

Recentemente falamos por aqui sobre a automação industrial . E sobre como as tecnologias podem e devem ser utilizadas como facilitadoras dos processos de produção em larga escala. Então agora vamos falar a respeito da automação residencial. E explicamos também como e porque a inserção da automação na rotina industrial auxilia no aumento da qualidade dos produtos, na redução de custos, no aumento da segurança do trabalhador e em uma maior assertividade relacionada à tomadas de decisão.

Pra quem não sabe ainda o que é automação, do latim Automatus, significa mover-se por si só. Porque a automação consiste basicamente em um sistema automático de controle pelo qual os mecanismos verificam seu próprio funcionamento, efetuando medições e introduzindo correções, sem a necessidade da interferência do homem.

Automatizar é aplicar técnicas computadorizadas ou mecânicas a fim de diminuir o uso de mão-de-obra em qualquer processo, especialmente por meio do uso de robôs nas linhas de produção. Apesar de mais conhecida e muito utilizada a nível industrial. Neste artigo especificamente, vamos abordar a aplicação da automação em um ambiente muito comum a qualquer pessoa que possa estar lendo: uma residência.

Automação residencial é possível?

A automação residencial não só é possível como também é uma realidade. Décadas atrás assistíamos a filmes e desenhos que idealizavam como seria viver no “futuro”. A maioria deles projetavam uma vida totalmente imersa em tecnologias. Assim máquina e ser humano convivendo em harmonia e dividindo grande parte das tarefas do dia a dia. Dessa forma, podemos dizer que o futuro chegou e que diversos tipos de tecnologias que pareciam inimagináveis agora fazem parte da nossa rotina.

Podemos considerar que a internet é uma tecnologia relativamente nova e que seus recursos avançaram em uma velocidade inquestionavelmente rápida. Mas nossa vida hoje é extremamente facilitada e regida por aplicativos comandados por meio da tela de um smartphone. Porque por meio desses aplicativos conversamos com pessoas em qualquer parte do planeta por ligação, mensagem ou vídeo; monitoramos o trânsito; pedimos comida; consumimos entretenimento e desfrutamos uma infinidade de outras facilidades.

Agora, imagine que incrível controlar sua casa por meio da tela do smartphone. Ou pelo menos ter as facilidades da tecnologia de automação presentes na realização das tarefas domésticas… A automação residencial é isso. Essas são as chamadas “casas inteligentes”. Parece muito futurístico e longe da realidade de muitas pessoas. Mas a verdade é que esse avanço é completamente possível e já acontece muitas vezes sem que a gente se dê conta.

Muitas pessoas sonham em automatizar suas residências mas têm medo de começar por julgarem ser algo absolutamente caro e inviável. É aí que muitos se enganam. Existem projetos completos de automação residencial que podem ser feitos a preços bem acessíveis. Se mesmo assim você achar que não consegue arcar com os custos da implementação de um sistema completo, pode optar por automatizar algumas tarefas específicas por meio de aparelhos que se adaptam à sua rotina e podem ser comprados e utilizados independente da instalação de sistemas internos.

Como funcionam os sistemas de automação residencial?

Uma sistema completo e eficaz de automação residencial deve oferecer o gerenciamento dos cinco pilares que sustentam uma casa: iluminação, segurança, áudio e vídeo, climatização e cortinas. Tendo todo esse leque de soluções à disposição, o dono da casa pode optar por personalizar sua residência da maneira que julgar mais eficaz e sustentável para a sua rotina, o que acaba gerando também uma maior economia na execução do projeto.

Em geral a automação é realizada de forma cabeada e essa característica, apesar de ter suas vantagens, acaba saindo mais cara do que a automação wireless, além de não ser muito interessante aos “marinheiros de primeira viagem”. Entre as vantagens da automação por cabeamento está a realização do processamento distribuído, o que permite a execução das tarefas de maneira individual.

O cabeamento, quando comparado ao wireless, também é resistente a raios e outras eventualidades na rede elétrica, o que acaba tornando o sistema mais estável. Então apesar disso essa pode não ser a opção ideal para quem vai ter a primeira experiência com a automação. Resumidamente falando a automação sem fio é descentralizada e seus aplicativos são pré fabricados. Pois suas soluções são mais básicas e ideais para os iniciantes.

Essa característica descentralizada torna a instalação mais rápida e barata, já que os gastos com infraestrutura são praticamente zerados. Pois o sistema precisa apenas de uma boa rede Wi-Fi para funcionar e executar seus comandos. Depois de muita teoria vamos (finalmente) descobrir o que a automação residencial tem a oferecer na prática. E também como é que ela pode de fato mudar sua rotina dentro de casa.

Automação e segurança

Uma das principais vantagens da automação residencial é a segurança. A primeira coisa que costuma vir à nossa cabeça quando falamos em automação e segurança são os sistemas de monitoramento por meio de aplicativos. Porque as câmeras integradas ao sistema enviam as imagens para a nuvem e isso permite o acompanhamento à distância por meio de aplicativos específicos.

Apesar de pensarmos imediatamente na segurança por imagem, uma solução automatizada que tem se tornado popular e pode ser o primeiro passo para quem procura um investimento de baixo custo são as smart locks (fechaduras inteligentes). Com elas você abandona completamente o uso de chaves e passa a abrir a porta de casa utilizando apenas senhas e biometria. Mas existem também as smart locks que funcionam por meio de aplicativos de celular e permitem que você abra a porta à distância. Outra porta que pode ser aberta pelo celular é a da garagem. Chega de dor de cabeça ao perder ou esquecer a chave.

Automação, conforto e praticidade

A automação permite que você acenda e apague as luzes por meio do celular. O mesmo vale para comandar a tv: chega daquela história de sentar e perceber que o controle está longe. Fechou todas as cortinas e janelas (também por meio do smartphone ou tablet) e agora está morrendo de calor? Ligue o ar da mesma maneira que realizou as tarefas anteriores. Pois a automação garante ao máximo seu conforto e sua comodidade.

Quer ir além? Conhece a internet das coisas? Utilizando essa tecnologia é possível ir além do celular e integrar o GPS que você utiliza no carro ao sistema de automação da casa. Assim a partir dessa integração você pode configurar algumas ações que serão executadas toda vez que você estiver voltando pra casa: ligar o ar condicionado; acender as luzes da garagem (caso seja noite); preparar um cafezinho na cafeteira; entre outras comodidades que você julgar necessárias.

Incrível como a tecnologia pode trazer muito mais conforto, praticidade e comodidade para o dia a dia não é?! Mas é importante frisar que este artigo fala sobre sistemas completos de automação residencial. Assim, por meio dele explicamos como funciona uma casa inteligente no sentido literal da palavra. Uma casa que acende as luzes e prepara o cafezinho “sozinha”.

Para se aventurar no universo das casas inteligentes é importante contar com a orientação profissional de especialistas em tecnologias da informação e sistemas de automação. Ou seja, somente quem entende e domina o assunto é capaz de orientar sobre qual o melhor sistema para cada necessidade, as melhores interfaces de funcionamento e quais os recursos mais indicados em cada caso.

Automação instantânea

Afinal quem não deseja um sistema tão completo pode optar pelo que vamos chamar aqui de “automação instantânea”. Pois são eletrodomésticos que já fazem parte da realidade de muita gente: máquinas lava e seca para roupa e louça; geladeiras autolimpantes e que avisam o que está faltando para facilitar a lista de compras; caixinhas de som acionadas por comando de voz; robôs aspiradores que andam pela casa limpando sem a necessidade de alguém comandando.

Portanto, todos esses aparelhos estão no mercado e possuem modelos acessíveis que permitem às pessoas desfrutarem dos benefícios da automação sem grandes projetos.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ligamos para Você