Quase todas as atividades possuem algum programa ou aplicativo que otimiza seu desenvolvimento, permitindo maior produtividade e controle para o negócio.
7 Programas Que Toda Empresa Deveria Ter
12/06/2018
Acesso Remoto uma funcionalidade do Windows Server ou Desktop
Acesso Remoto uma funcionalidade do Windows Server ou Desktop
21/06/2018

Conheça a evolução do ataque ransomware

Conheça a evolução do ataque ransomware

Conhecido como um dos tipos mais comuns de ataque cibernético, o ataque ransomware tem evoluído com o passar dos anos e vem desenvolvendo novas formas de provocar dores de cabeça em quem lida com computador diariamente. Conheça a evolução do ataque ransomware, saiba mais como este ataque pode prejudicar sua empresa e seus negócios. 

 

A princípio o ransomware é um tipo de software do mal que consegue criptografar todo e qualquer dado contido no disco rígido de um computador. Além disso, no ano de 2017, o ataque ransomware foi um dos que mais causou dores de cabeça aos responsáveis por empresas de todo o mundo.

Conheça a evolução do ataque ransomware

Segundo a Online Trust Alliance (OTA), o ataque ransomware foi registrado pelas empresas: 134 mil vezes, em todo o mundo, durante todo o ano de 2017. Com efeito o dobro de vezes do ano de 2016. Em contrapartida outro dado importante, revela que o Brasil é o país que mais sofreu com o ataque ransomware.

 

Brasil: o país líder em ataque ransomware

 

De acordo com os dados divulgados pela Kaspersky Lab, o Brasil é líder em ataque ransomware na América Latina. Desse modo, o país sofreu 55% de todos os ataques, quase o dobro do total somado por México (23%) e Colômbia (5%).

 

De fato, os dados revelam ainda que a maioria desses ataques são direcionados à área da saúde. De maneira idêntica, empresas de pequeno e médio porte também são alvos certos. Em princípio, o ataque ransomware é comumente realizado por acesso remoto e se aproveitam de senhas fracas e serviços mal configurados.

 

Ataque ransomware consolidado e em evolução

 

Tomando como referência os dados citados acima, podemos dizer que 2017 foi o ano de consolidação do ataque ransomware. Esse ataque que sequestra os dados do computador invadido e só os libera por meio do pagamento de bitcoins (moedas virtuais), vem evoluindo em 2018 e continua atormentando a segurança da informação.


Nesse sentido, é verdade que as ferramentas de técnica e recuperação de um ataque ransomware, estão melhores e mais eficazes a cada dia que passa. Mas, em contrapartida os desenvolvedores dos ransomwares também estão inovando cada vez mais. Em suma, os ransomwares estão mais camuflados e as criptografias mais fortes. A previsibilidade do ataque ransomware encontrada antigamente está cada dia mais escassa e isso é feito para evitar, ou pelo menos retardar ao máximo, sua detecção.


Quer saber os novos truques do ataque ransomware? Se liga!

 

Os hackers ou crackers têm se aperfeiçoado e vêm desenvolvendo novas maneiras de driblar os sistemas de segurança e fortalecer o ataque ransomware. Abaixo você vai descobrir algumas das novidades no mundo do sequestro de dados. Quem sabe isso não te ajuda a se defender melhor?

 

O formato de um  ataque ransomware tem sido feito de maneira mais lenta e espalhada. O objetivo atingido ao não atacar de uma única vez, é estar fora do alcance das ferramentas de detecção. Outra estratégia que os criadores de ransomware têm utilizado, é randomizar os ataques em vez de fazê-lo de maneira linear. Essa estratégia também confunde as ferramentas de detecção de ataque ransomware que buscam por padrões lineares.

 

Sabemos que os e-mails são portas de entradas tradicionais para ransomwares não é mesmo?! Tanto sabemos que os cuidados com os links questionáveis são redobrados. Por esse cuidado, os criminosos têm mudado de estratégia. Ao invés de links, o ataque ransomware tem acontecido por meio de  arquivos em anexo. PDF e DOC Word são os mais comuns. Disfarçados principalmente de faturas ou fotos.

 

Ao invés de procurar o arquivo desejado, alguns criminosos estão descobrindo maneiras de corromper o registro mestre de inicialização. O que isso significa? Todo o seu disco rígido estará nas mãos deles. Existe também o código polifórmico. Cada vez que o malware se instala em um novo arquivo, ele muda as características do seu código. Essa mudança ocorre a cada 15 ou 20 segundos, tornando a detecção ainda mais difícil.

Conheça a evolução do ataque ransomware

Quer saber os novos truques do ataque ransomware? Veja mais!

O ataque ransomware tradicional lança apenas um processo para criptografia. Já um ataque ransomware chamado multi-threaded possui vários “processos filhos” que aceleram o processo de criptografia e dificulta a detecção. Enquanto você trabalha para conseguir deter um processo, os outros continuam se espalhando e causando danos. Imagina o estrago causado pela união de um ataque ransomware multi-thread com um código de ransomware polifórmico.

 

Descriptografar ransomwares se torna cada vez mais complicado devido a tantas evoluções obtidas pelo ataque. Um erro que poderia ajudar nessa descriptografia, seriam os erros de implementação da criptografia ou o não gerenciamento adequado das chaves. Mas infelizmente, não são todos os desenvolvedores de ransomware que pecam nessa parte.

 

Um ataque ransomware também costuma ser usado como isca para outros ataques. Uma distração que causa grandes estragos enquanto o verdadeiro ataque é feito, já que está despercebido. A melhor maneira de se defender desses ataques é tendo um bom sistema de segurança da informação. Equipes treinadas contra ransomwares e estratégias de backup e recuperação.

 

Sistemas com versões desatualizadas são convidativos a receber ataque ransomware. Os criminosos se aproveitam das versões mais antigas dos sistemas operacionais pelas falhas que eles carregam. O movimento lateral durante um ataque ransomware também está cada vez mais comum. Alguém portando um dispositivo móvel, carrega um malware que é capaz de atravessar a rede e invadir servidores de empresas próximas por exemplo. Essa forma de ataque ransomware tende a aumentar.

 

E uma última forma de ataque que tende a ser mais explorada futuramente, é o “ataque ovo de páscoa”. Nessa forma de ataque, o vírus entra no sistema e fica inativo durante um tempo antes de agir efetivamente.

 

Se proteja contra as inovações do ataque ransomware


Os criminosos estão sim, cada vez mais espertos e atualizados na intenção de driblar os sistemas de segurança. Mas a verdade é que um ataque ransomware nunca será 100% indetectável. A luta contra esses mal intencionados é incessante, porém as chances de vitória são praticamente certas. Basta estar atento aos menores sinais.

 

E você sabe quais são as melhores maneiras de se defender de um ataque ransomware? Treinar sua equipe contra hackers? Ter um bom plano de backup na nuvem? Investir em senhas fortes e trocá-las com frequência? Contratar uma empresa especializada em TI? No nosso próximo artigo vamos falar mais a respeito dessas estratégias e deixar que você escolha a que melhor se encaixa à realidade da sua empresa.

Parceria Agencia Salmão Geração de Conteúdo

Cadastre para receber News da Indicca

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Comentários

comentários

Pedro Henriques
Pedro Henriques
Fundador da INDICCA / Gestor Comercial e Novas Tecnologias / Engenheiro Eletricista - UFJF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ligamos para Você